Growth Hacking: Técnicas e Cases que você precisa conhecer

Você ja ouviu falar sobre o Growth Hacking e os resultados que ele promete? Bastante presente em meio ao marketing moderno, ser um profissional alinhado às estratégias dessa metodologia com certeza atrai bons resultados!

Veja neste artigo o que é growth hacking, para que serve e como esta estratégia tem sido utilizada com sucesso por empresas de renome mundial.

Entenda ainda porque é importante conhecer e ser um profissional growth hacker e se capacite para ser o melhor.

O que é Growth Hacking Marketing?

O que é Growth Hacking

Termo relativamente novo para muitas empresas e profissionais, growth hacking é um conceito de crescimento que tem impactado profundamente nas corporações.

Comum no Vale do Silício e utilizada por gigantes do mundo tecnológico, o conceito foi utilizado pela primeira vez pelo CEO de uma das maiores empresas de softwares focados na análise de consumidores, a Qualaroo.

Ao usar a expressão “Growth Hacker”, Sean Ellis definia um novo modelo de profissional: O tipo focado e com o objetivo de crescer!

Mas, “como uma simples expressão mudou tanto o mercado?” Você pode estar se perguntando e a resposta é bastante simples. Naquele momento surgia um novo entendimento que desde as suas origens demonstrava ter espaço para se revelar no mercado.

Os novos vice-presidentes de marketing das maiores e mais respeitadas empresas multinacionais com certeza seriam growth hackers!

E como são esses profissionais, afinal?

Esses profissionais estão programados para questionar e rapidamente responder. Um exemplo claro de como atuam os growth hackers é quando alguém se pergunta sobre “como é possível atrair mais clientes para o negócio” enquanto simultaneamente lança testes A/B, modifica a landing Page e cria estratégias de email marketing.

E sabe por que a metodologia surtiu efeito tão instantaneamente? Tendo como seus pilares a criatividade, o pensamento extremamente analítico e o uso das métricas sociais, as técnicas de growth hacking são bastante exatas e assertivas.

Atrativas, portanto, graças aos resultados alcançados, veja neste artigo tudo o que você precisa saber sobre o growth hacking e conheça os cases de sucesso desta técnica para se inspirar.

5 Cases de Growth Hacking

5 Cases de Growth Hacking

1. O crescimento da Airbnb com o growth hacking

O case de sucesso da Airbnb tem muito a acrescentar tratando-se das técnicas de growth hacking. Afinal, foram muitos os usos e os resultados a partir da metodologia.

O primeiro deles foi a integração feita entre a Airbnb e a Craigslist, uma plataforma acessada por milhões de internautas, mas sem qualquer tipo de experiência com este tipo de implantação.

A ideia é um exemplo claro de que o profissional moderno, chamado growth hacker, deve ser um programador com um pensamento direcionado ao marketing. Afinal, apenas assim é possível traçar e lançar estratégias tão bem desenhadas e aceitas pelo público, partindo do novo e inimaginável.

E se você acha que este projeto de integração foi a única ação growth hacking da Airbnb, saiba que você está errado! A empresa focou ainda mais no desenvolvimento de ações estratégicas e lançou, posteriormente, uma campanha para atrair novos clientes e interessados para o site.

O plano, bastante simples, foi de conceder descontos em viagens para aqueles que convidam e aceitam o convite de outros usuários. Mesmo sendo algo essencialmente banal, o marketing tradicional não poderia prever tal engajamento e os resultados foram excelentes.

A partir da eficiente mensuração dos resultados dessa estratégia a Airbnb detectou aumentos de até 25% em algumas regiões.

2. O motor de crescimento do Uber

O Uber tornou-se um dos aplicativos mais baixados num curtíssimo espaço de tempo e com certeza isso tem a ver com as técnicas de growth hacking utilizadas.

Para se ter uma ideia deste crescimento, nos últimos períodos a receita da empresa cresceu cerca de 18% mensalmente. Como explicar tais números?

O Uber é um serviço que resolve um problema claro e comum de todo o seu público: A falta de transporte ou de sua respectiva qualidade!

Presente em mais de 35 das maiores e mais badaladas cidades do mundo, o objetivo da empresa mantém-se simples: prestar um atendimento e serviço de excelência ao transportar as pessoas.

Entre os aceleradores que motivaram e propiciaram seu crescimento, é possível ver profissionais growth hackers que pensam e repensam em como agilizar o dia a dia do usuário.

Integrar o aplicativo com o Google Maps, por exemplo, não foi uma excelente sacada? É claro que sim!

Além disso, o Uber também faz uso de uma estratégia semelhante a da Airbnb: É possível que um usuário cadastrado convide outras pessoas a utilizar seus serviços e ganhe descontos em suas próximas viagens! Também existem vantagens para quem está fazendo sua primeira corrida.

Com tudo isso a empresa tem crescido e atraído olhares interessados no mercado. Considerando sempre cada nova cidade como um novo desafio, o Uber com certeza atingirá inúmeras novas localidades dentro de pouco tempo.

3. Hotmail: Outro grande e bom exemplo de growth hacking

O motor de crescimento de um dos maiores e mais utilizados emails, o Hotmail, também foi uma estratégia growth hacking.

Fugindo aos padrões da época, ao invés de apostar em ações de marketing convencional, como outdoors, os profissionais da empresa criaram um plano totalmente diferenciado que propiciou um gigantesco crescimento, como a imagem demonstra.

Cada email enviado terminava com uma mensagem simples que dizia: “PS: Eu te amo. Receba o seu email grátis no Hotmail!”.

O crescimento a partir disso simplesmente dobrou. Diariamente eram criadas cerca de 3 mil novas contas, sendo que em apenas 6 meses a empresa dobrou o seu número de usuários.

O pensamento “fora da caixinha” foi o que fez o Hotmail tornar-se, junto ao Gmail, a referência no serviço de email mundial.

4. Multiplicação do número de usuários com o case da Dropbox

Até aqui vimos que é realmente importante estar sempre atraindo novos usuários para o seu negócio, certo?

A estagnação não é benéfica para nenhum tipo de empreendimento e assim como a Airbnb e o Uber aderiram a prática de conceder vantagens para quem convidasse amigos, o Dropbox também desenvolveu uma técnica de growth hacking semelhante.

A mensagem responsável pela multiplicação no número de usuários é simples: “Obtenha até 16 GB de espaço livre convidando seus amigos para o Dropbox!”.

Eficiente, não é? Um pensamento essencialmente característico de growth hackers também!

Além de recomendar o programa por ser bom e útil, as pessoas começam a convidar simplesmente para ganhar espaço. Esta é a mesma lógica utilizada, por exemplo, no Groupon.

Quanto mais convites e amigos fazendo compras, maiores os descontos da pessoa! Todo mundo quer indicar ao enxergar tais vantagens e a empresa atinge os seus objetivos que, é claro, estão focados para o crescimento.

5. O maior de todos os cases de growth hacking: Facebook

E é claro que neste artigo sobre cases de growth hacking não poderia faltar um site que é reconhecidamente o mais famoso e acessado do mundo, perdendo apenas para os mecanismos de busca, é claro.

O Facebook foi ao ar em 2004 e conquistou milhões de usuários indo ao auge a partir de 2010.

Hoje é bastante raro, bem difícil mesmo, encontrar quem não tenha uma conta na rede social que já movimenta muito o mercado financeiro.

Com o advento das mídias sociais e aprimoramento das práticas de marketing digital, grande parte das empresas e negócios perceberam o quanto é importante estar engajado nesses espaços virtuais. O público, ou seja, os clientes estão online e totalmente abertos a conhecer produtos e serviços apresentados naturalmente pela timelime.

Os growth hackers sabem que usar o Facebook é semelhante a tomar um atalho para obtenção de melhores resultados. Nesse contexto, você provavelmente já notou que é possível se inscrever em sites e lojas virtuais apenas vinculando a sua conta pessoal, não é mesmo?

Otimizando o tempo do cliente, as empresas obtém resultados incríveis! E o Facebook tem servido como um importante acelerador nesse quesito, enquanto também movimenta muito dinheiro graças as propagandas que são feitas em suas páginas.

Dicas rápidas para aplicar as técnicas de growth hacking

Segundo o site BD Ventures existem algumas técnicas de growth hacking que podem ser mais facilmente postas em práticas. Veja a seguir algumas delas:

  1. Alavanque o negócio a partir da plataforma de terceiros através de parcerias;
  2. Crie conteúdos de qualidade e adequados a cada etapa da jornada do comprador;
  3. Ofereça conteúdo exclusivo e específico para o seu público-alvo;
  4. Personalize cada experiência e encante o lead;
  5. Saiba nutrir os leads de modo automático e correto;
  6. Trabalhe com a segmentação da lista de emails;
  7. Trace estratégias que atinjam aos fãs dos concorrentes também;
  8. Use a notificação do abandono de carrinho e entenda porque a negociação não foi concluída;
  9. Use o público-alvo de terceiros a seu favor e faça o negócio crescer;
  10. Use todos os dados que estão disponíveis na hora de planejar e organizar metas e estratégias.

Pronto para ser o próximo growth hacker da empresa? Comece a estimular o crescimento agora mesmo! Aproveite para se cadastrar na minha Lista VIP e obtenha os melhores conteúdos que lhe ensinarão a chegar ao topo!