O que é Growth Hacking?

Quando se fala em marketing digital, é normal surgirem palavras em inglês que nem sempre uma mera tradução consegue explicar exatamente, como é o caso do Growth Hacking.

Se buscarmos traduzir ao pé da letra, teremos algo como “brechas de crescimento”.

Mas afinal, o que é Growth Hacking e o que ele pode fazer pelo seu negócio?

 

O que é Growth Hacking, afinal?

O termo Growth Hacking foi criado por Sean Ellis, como uma forma do marketing orientado a experimentos. O que Sean quer dizer, é que existe uma forma de achar oportunidades ou brechas (hacks) para criar planos que façam a sua empresa crescer (grow) de forma rápida.

Seriam estratégias e ações que, quando utilizadas, fazem o negócio crescer rapidamente.

Esta é a minha melhor tradução para o real significado de Growth Hacking:

Growth Hacking é uma forma de pensar envolvendo ciência, marketing e tecnologia que busca exclusivamente gerar resultados expressivos e com o menor custo.

Parece maravilhoso, certo?

Eu concordo!

Diversos negócios digitais, como Airbnb, Uber, Facebook, Evernote e Buzzfeed, alcançaram o sucesso por utilizarem técnicas de Growth Hacking.

Essa não é uma tarefa rápida. Tudo funciona baseado em resultados empíricos, que vão sendo melhorados continuamente até virarem uma verdadeira máquina de conversão.

Mas não se engane: apesar de ser um ótimo método, não existe mágica. É preciso arregaçar as mangas para ele funcionar!

 

Como fazer Growth Hacking?

O profissional Growth Hacker precisa entender de processos, marketing, metodologias de experimentos, tecnologias e de psicologia do consumidor.

É preciso ser científico. Testar de tudo loucamente, continuamente até chegar a algo que funcione e não parar por ai continuar a melhorar.

Esse tipo de marketing busca formas de escolher facilmente aquilo que funciona, e por isso usa a ciência.

Na prática, são vários hacks somados que irão trazer os resultados que você espera.

Uma das coisas que mais gosto é que o Growth Hacking é que ele promove o pensamento disruptivo, a partir de uma hipótese você gera de dezenas a centena de possibilidades e como Growth Hacker seu papel é executar e ir testando tudo de forma controlada e o mais rápido possível.

Para entender melhor o Growth Hacking, é preciso conhecer um funil dividido em 5 estágios que norteiam o seu funcionamento. Organize o seu planejamento desta forma:

  • Aquisição de clientes: Pense em ações que possam atrair clientes para o seu negócio (Acquisition).
  • Ativação: Foque em gerar experiências aos clientes que responderem às suas ações (Activation).
  • Rentenção: Se dedique em formas de como seu cliente pode voltar a usar seu produto. No Twitter, por exemplo uma meta de retenção era que um usuário segui-se ao menos outras 30 pessoas (Retention).
  • Faturamento: clientes retidos, usando seu produto ou serviço, gerarão faturamento para a sua empresa (Revenue).
  • Recomendação: se você mantiver os seus clientes atraídos pelo seu negócio, eles indicarão o seu produto/serviço para amigos que poderão se transformar em novos clientes seus. Sabemos que uma recomendação de alguém conhecemos e confiamos, possui muito mais valor do que qualquer anúncio feito por uma marca. Por isso, conseguir indicações positivas dos seus clientes deveria ser o mantra da maioria dos negócios, este é o canal com melhor ROI que você vai conhecer (Referrals).

Esse funil pode ser facilmente visualizado conforme a imagem abaixo:

Tendo esse sistema em mente, você deve observar outras 5 etapas essenciais para que o Growth Hacking aconteça por meio desse funil:

1 – Brainstorming

Depois de conhecer as etapas do funil, você vai precisar gerar ideias para fazer essas etapas funcionarem. Faça uma pesquisa sobre empresas que já deram certo no mercado, cases de sucesso, fóruns ligados ao seu negócio, blogs, sites, vídeos e outros. Depois de pesquisar bastante sobre o assunto, reúna a sua equipe e falem sobre isso. Anote todas as ideias!

2 – Seleção das ideias

Após ter reunido a sua equipe para produzir um brainstorming, selecione. Verifique quais os valores exigidos para que essas ideias se tornem reais e qual o nível de dificuldade que elas impõem.

Tenha em mente que as ideias mais simples, com maior possibilidade de auxiliarem positivamente nos resultados da empresa, é que devem ser as primeiras levadas à prática.

3 – Planejar experimentos

Transforme as suas ideias selecionadas em hipóteses. É aqui que a parte científica entra em cena e quando todas as perguntas são feitas. A estatística é super importante nesse processo. Você não tem números? Talvez seja a hora de realizar ações para encontrá-los.

4 – Os experimentos

Depois de ter planejado como você aplicará os experimentos, chega a hora de aplicá-los. Exemplos de perguntas que devem ser feitas nessa fase são:

  • As amostras estão bem distribuídas entre grupos?
  • A quantidade de visitas na minha landing page garante que alcançarei o número esperado para o experimento?
  • A taxa de conversão do novo título está acontecendo?

Se o experimento começar a mostrar números ruins, você pode abandoná-lo. Porém, tenha certeza de que esses números sejam realmente ruins, caso contrário você pode estar deixando para trás uma ideia que funcionaria e que só precisava de mais tempo para acontecer.

5 – Análise dos resultados

Finalizado o período de experimento, é chegada a última etapa do Growth Hacking, que analisa os dados captados durante o experimento. É possível que ao analisar esses resultados, você tenha novas ideias para novas ações de Growth Hacking e isso é perfeitamente normal e esperado!

Sempre alimente listas de ideias, pois esse processo nunca termina e deles sempre vão surgindo formas de fazer o seu negócio crescer mais rápido!

Dica final

No início pode parecer que não vai ser fácil aplicar essa coisa de pensar ideias o tempo todo. Mas pense que se o seu negócio não tem crescido ou tem deixado a desejar, falta fazer algo diferente.

Uma nova realidade pede um novo tipo de pensamento, e o Growth Hacking é um deles.

Se você gostou deste conteúdo, também se cadastre para fazer parte da minha Lista VIP. Você irá receber emails com mais ideias que te ajudarão a crescer profissionalmente e fazer o seu negócio crescer.